Angra + Geoff Tate + Halcyon Way + Avelion @ Hard Club | 29.03.2018

Reportagem dos concertos no Hard Club a 29 de março de 2018 com Angra ("Insania", "Lisbon", "Carry On" e "Nova Era"), Geoff Tate's Operation Mindcrime ("Needle Lies" e "Eyes of a Stranger"), Halcyon Way ("Save your Tears") e Avelion ("Echoes and Fragrance"). Agradecimentos a Rocha Produções.

Os Avelion foram responsáveis pelos primeiros acordes da noite, com o seu metal progressivo a mostrar alguma originalidade. Infelizmente a qualidade técnica do guitarrista Leonardo Freggi não teve na voz de William Verderi o melhor contraponto, motivado pela dificuldade que a banda tinha em se ouvir em palco. Depois dos italianos surgiram os mais experientes Halcyon Way, com um power metal americano muito permeável a outros estilos como o progressivo e até mesmo ao uso de guturais. Ouvimos temas dos seus três álbuns bem como «10000 Ways» que fará parte do próximo lançamento. A experiência pessoal em ver Geoff Tate ao vivo nunca foi das melhores e as expectativas para ouvi-lo a interpretar na íntegra o icónico «Operation: Mindcrime» eram realmente baixas. Mas música após música tornou-se evidente que a voz de Tate está melhor do que nunca, com uma perfeição e limpidez inatacáveis. «Revolution Calling» ou «Suite Sister Mary» (com a filha Emily a acompanhar Geoff Tate) deixaram todos de queixo caído. E ouvir «The Needle Lies» ou «I Don’t Believe In Love» tornaram-se momentos que só foram suplantados pelo fenomenal «Eyes Of A Stranger». Os Angra traziam na bagagem o novo «ØMNI» e «Travelers Of Time» foi a primeira amostra. Com o simpático Fabio Lione a comunicar quase sempre em Português foi evidente que, apesar de ser um tremendo vocalista, quando tentou cantar «Nothing To Say» lhe faltaram os agudos do André Matos. Tirando este pormenor (que se repetiria em «Carry On»), a atuação dos Angra conseguiu cativar os presentes com novas malhas como «War Horns» e «Insania» ou com a inevitável «Lisbon» (cuja letra foi mudada para “here in Porto”). Para o encore ficou reservado o momento do discurso e atuação de Rafael Bittencourt com «Lullaby For Lucifer» bem como «Rebirth» e a dupla «Carry On» e «Nova Era». Muitos dos que preferiram ficar em casa têm bons motivos para se arrependerem da decisão.[C.G.]

CONTACTOS

Carlos Guimarães

info@caminhosmetalicos.com

REDES SOCIAIS

Facebook

Youtube

Copyright © 2018 Caminhos Metálicos | G Media