Ugly Kid Joe @ AgitÁgueda | 14.07.2017

Foi uma verdadeira admiração para muitos a presença dos Ugly Kid Joe (UKJ) no AgitÁgueda, sendo de louvar a organização deste festival de arte por esta aposta. Numa tenda coloridamente decorada com os tradicionais guarda-chuvas, o grupo norte-americano brindou-nos com uma atuação exemplar, aclamada pelos seus verdadeiros fãs e por aqueles que só lá foram pelo «Everything About You» ou pelo «Cats In The Cradle». Abrindo com «Neighbor», um Whitfield Crane em excelente forma vocal guiou-nos pela não muito extensa mas rica discografia dos UKJ, com destaque para «C.U.S.T.», «Panhandlin’s Prince» e «Devil’s Paradise», onde aproveitou para apresentar a banda.

Depois de «So Damn Cool», o vocalista mostrou a sua surpresa por ver tantas crianças a assistirem ao concerto, dedicando a seguinte «Cats In The Cradle» aos pais que os trouxeram em vez de os deixarem em casa a jogar na consola. O entusiasmo com este tema prolongou-se com «I’m Alright» e essa grande malha que é «Milkman’s Son». Whitfield Crane entretanto confidenciou ao público que não sabia o que esperar deste concerto e, quando chegou ao recinto e viu tantos guarda-chuvas coloridos, nunca suspeitaria da fantástica recepção e entusiasmo com que foram brindados. Em «Mr. Recordman» foi o guitarrista Klaus Eichstadt o centro das atenções, assumindo também as funções de vocalista. Entre o público e no palco, o clima era de festa, dando azo a que o técnico de guitarra Soldier fosse convidado a fazer um pequeno solo, onde não faltou um curto excerto de «Painkiller» dos Judas Priest.

De uma forma original, foi proposto ao público que, em vez de enveredarem pela habitual ladainha do sai do palco, o público grita e eles voltam para o encore, a banda parasse como estátuas e, conforme o barulho, decidiam quantas mais músicas tocariam. O início deste original encore não poderia ter sido melhor, com a versão de «Ace Of Spades» a animar a frente do palco. Depois de um «Funky Fresh Country Club», que pôs a outra parte do público a abanar o corpo, seguiu-se «Everything About You», o momento mais esperado por muitos e que soou quase a uma obrigação pela forma menos inspirada com que foi cantado por Whitfield Crane. Nas despedidas houve oportunidade para uma criança chamada Paulo subir ao palco, com o vocalista norte-americano a reforçar o seu contentamento pela presença de tanta juventude neste evento. Foi uma noite de surpresas. Surpresa pela existência deste evento e surpresa maior ainda por ver uns UKJ a darem um concerto que será inesquecível para quem lá esteve. [CG]

CONTACTOS

Carlos Guimarães

info@caminhosmetalicos.com

REDES SOCIAIS

Facebook

Youtube

Copyright © 2018 Caminhos Metálicos | G Media